Zac Efron rebate críticas sobre 'glamourização' de serial killer

Por Estadão Conteúdo

O ator Zac Efron respondeu às críticas que tem recebido após dar vida ao serial killer Ted Bundy no filme Extremely Wicked, Shockingly Evil and Vile, produzido pela Netflix.

"O objetivo foi muito desafiador e estou muito entusiasmado com o resultado. Não sou de retratar um assassino em série ou alguém dessa natureza ou 'glamourizá-los' de qualquer maneira… Não se 'glamouriza' a matança. Isso é importante que as pessoas ouçam", disse durante aparição no programa de Ellen DeGeneres, que vai ao ar nesta terça-feira, 30.

Efron ainda ressaltou que o filme aborda o privilégio branco. Na época dos assassinatos, Ted Bundy não era visto como culpado porque se tratava de um homem branco, charmoso e bem-sucedido. "O público em geral pensava que ele era inocente. O que ele conseguiu na época, ninguém seria capaz de fazer hoje", acrescentou.

Extremely Wicked chega ao catálogo da Netflix nesta sexta-feira, 3. O filme aborda a história de Ted Bundy, serial killer da década de 1970 e considerado um dos mais temíveis da história dos Estados Unidos, vitimando mais de 30 mulheres.

Assista ao trailer:


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo