Zoologista chama novo documentário da Netflix de 'pornografia de tragédia'

Por Victória Bravo

A produção “Nosso Planeta” tem dado o que falar desde que estreou na Netflix. A série documental que mostra a vida selvagem com imagens impressionantes chamou atenção por revelar os chocantes efeitos das mudanças climáticas a partir de cenas fortes de sofrimento animal.

Esta semana, a zoologista Susan Crockford trouxe novamente o assunto para debate e escreveu uma coluna de opinião para o Financial Post chamando o programa de “pornografia de tragédia”.

Em seu artigo, ela aponta que a tão comentada “cena das morsas se jogando de penhascos” foi uma estratégia “que deturpa ou encobre fatos importantes com o único propósito de manipular espectadores emocionalmente imaturos para se sentirem angustiados e irritados”.

Além disso, a autora refuta que os efeitos das mudanças climáticas reais sejam reais e acusa os produtores de ter a intenção de “espalhar o alarme” entre os espectadores. O artigo foi bastante criticado por leitores, que chegaram a chamá-lo de infundado e irresponsável.

A produtora da série Sophie Lanfear defendeu a inclusão da “sequência das morsas” por ser uma “verdade essencial”, acrescentando que desejaria que as pessoas “se inspirassem a apoiar as energias renováveis ​​e tentar encontrar soluções para este problema”, em entrevista à revista People.

“Nosso Planeta” foi realizado em parceria com a fundação World Wildlife Fund (WWF), que trabalha desde 1961 pela preservação da natureza selvagem e a redução do impacto humano no meio ambiente.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo