Diretor de ‘Operação Fronteira’ fala sobre reviravolta no filme da Netflix

Por Metro Internacional

Em “Operação Fronteira”, disponível na Netflix, cinco ex-militares interpretados por nomes como Ben Affleck e Pedro Pascal se reúnem para roubar a fortuna de um chefão das drogas. Para o diretor J.C. Chandor, este é um filme de reviravoltas e de crítica ao serviço militar.

Leia mais:
Nick Jonas e Priyanka Chopra planejam iniciar família
Filme ‘The Dirt’ faz jus às histórias ‘sujas’ da banda Mötley Crüe

A intenção da missão dos protagonistas muda como se fosse um personagem…

Começamos com o roteiro básico de um filme de ação, daí a missão progride e você muda sua ideia sobre quem é bom e mau. Em quase todos os meus filmes há uma reviravolta assim. Torço para que esse filme opere em duas camadas e o faça questionar a humanidade e a forma como interagimos com o mundo.

O filme faz uma crítica o sistema de forças militares?

Sim. O filme é uma análise de como uma pequena parcela de nossa população teve que superar o peso da guerra travada pelos EUA.

O que você acha de os filmes da Netflix não serem exibidos nos cinemas?

Ter o apoio da Netflix tem sido incrível, especialmente quando não há tantos filmes originais em Hollywood. O cinema tem se repetido e vem contando a mesma história.

Assista ao trailer:


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo