Musical de Chico Buarque reestreia no Teatro Porto Seguro

Por Metro Brasília

“Hoje eu sou tão forte quanto eles me imaginam fraca” diz Joana ao iniciar sua vingança. Vivida em 1975 por Bibi Ferreira, a icônica personagem de “Gota D’Água” retorna aos palcos agora na pele de atriz Laila Garin, em uma versão que ganha o subtítulo “[a seco]” e uma série de mudanças que tornam o espetáculo mais musical e menos épico.

Leia mais:
Cirque du Soleil: Inspirada no Brasil, Deborah Colker assina direção de ‘Ovo’, que chega enfim a SP
Netflix prevê menor crescimento com ameaça de competição de Apple e Disney

 A nova versão da peça reestreia nesta quarta-feira (17) no Teatro Porto Seguro (al. Barão de Piracicaba, 740, Campos Elíseos, tel.: 3226-7300; qua. e qui., às 21h; de R$ 50 a R$ 80; até 30/5).

Inspirado na tragédia grega “Medeia”, o texto original de Chico Buarque e Paulo Pontes foi adaptado pelo diretor Rafael Gomes para uma versão que se foca no conflito entre o casal Jasão e Joana.

Ele – vivido por Alejandro Claveaux – fica famoso e abandona a mulher e os filhos em prol do novo status, o que leva Joana a se vingar.

“A política segue no texto, mas com foco nas questões éticas que poderiam ser debatidas em qualquer tempo. É uma discussão dos arquetipos”, diz Laila.

musical chico buarque Laila Garin Elisa Mendes/Divulgação
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo