Climão entre os irmãos Gagliasso permanece até no aniversário da mãe; Thiago comenta afastamento

Por Metro Jornal

Já dura meses o afastamento entre os irmãos Bruno e Thiago Gagliasso, iniciado durante as eleições de 2018, sobrando até para a Giovanna Ewbank, casada com o protagonista de "O Sétimo Guardião".

Segundo Leo Dias, do programa "Fofocalizando", do SBT, os dois ficaram afastados durante a festa que celebrou o aniversário da mãe de ambos, Lúcia Gagliasso, cada um em uma mesa diferente, acompanhados apenas dos filhos.

Thiago, o único a falar sobre o afastamento até o momento, comentou esse momento em entrevista ao programa. “Ele foi com a Titi, meu filho também estava lá. Sentamos em mesas separadas, mas tranquilo, nos respeitamos. As crianças brincaram, a festa foi divertida. Não precisamos ser melhores amigos, mas vamos sempre nos respeitar e pensar na alegria da minha mãe, que é o mais importante”, disse ele.

Em entrevista a Luciana Gimenez, no "Superpop", o caçula dos Gagliasso, disse que não tem vontade de se reaproximar. "Eu não tenho vontade nenhuma de estar com ele nesse momento", declarou ele que afirmou que os dois não tem mais afinidade. "Eu não sei o que está acontecendo. Ele não é mais o mesmo", disse.

Bruno teve crises renais e precisou ser internado algumas vezes nos últimos tempos. Mesmo assim, Thiago preferiu não ir ao hospital.

“Mandei mensagem pra ele só que estava bloqueado. Mandei mensagem pra minha mãe, ela mandou pra ele, não sei qual foi a reação, mas acho que ele aceitou”, disse na entrevista.

Aparentemente, os irmãos romperam porque Thiago declarou apoio, durante a eleição, ao presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), enquanto Bruno se declarou eleitor de Ciro Gomes. A discordância se tornou pública depois que Giovanna Ewbank tomou as dores do marido. Thiago expôs a conversa que eles tiveram no Whatsapp no Instagram.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo