'Game of Thrones' volta com episódio introdutório e repleto de pequenos ganchos

Por Alexandre Dias, em especial para o Metro Jornal

AVISO: Texto contém pequenos spoilers.

Ao estilo das clássicas séries que tem o "episódio da semana", "Game of Thrones" conseguiu criar um belo cliffhanger e mal conseguiu saciar por completo a ansiedade dos fãs com a série no seu retorno no último domingo (14), já deixando-os sedentos pelo próximo episódio.

O primeiro capítulo da oitava e última temporada retomou os últimos acontecimentos da trama e estabeleceu o espectador novamente no universo de Westeros. A base para o seguimento da história nesse início foi a chegada de Daenerys Targaryen (Emilia Clarke) e Jon Snow (Kit Harington) a Winterfell, o que ocasionou vários reencontros emocionantes – para o bem ou não tão bem.

Leia mais:
Astróloga dos EUA afirma que filho de Harry e Meghan Markle será ‘ousado’
Foto de produtora revela novo logo de ‘Aves de Rapina’, da DC

Alguns personagens também tiveram participações pontuais, mas essenciais para garantir a intensidade dos acontecimentos, que devem ser mais diretos por conta da redução do número de episódios da temporada para seis. Sam Tarly (John Bradley-West) foi um deles, com dois diálogos cruciais para os próximos fatos. O mesmo aconteceu com Jaime Lannister (Nikolaj Coster-Waldau), ainda que ele nem tenha dito uma palavra.

Vale dizer também a menor quantidade de capítulos se deve a distribuição do orçamento da série, que terá muitos de seus custos focados nas batalhas e na fantasia em si. Os dragões foram o principal exemplo disso nessa primeira parte da oitava temporada, com um passeio romântico/aventuresco do casal mais polêmico do projeto: Jonnerys.

O romance dos dois deve ser mais defitinivo do que parece, apesar de até já ter rendido alguns momentos inesperados, como a piada do dragão observador.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo