Lollapalooza: Após show, Macklemore já faz planos para voltar ao Brasil

Por Estadão Conteúdo

"Festivais de música são o melhor lugar do mundo." A frase é de Macklemore, cantor americano que fechou o primeira dia de shows no palco Adidas, no Lollapalooza Brasil 2019. Ao terminar seu primeiro show no País, disse mal poder esperar para voltar.

Leia mais:
Lollapalooza: confira o provável setlist do show do Kings of Leon
Lollapalooza: Arctic Monkeys compensa ‘frieza’ com seleção de hits e, no balanço, agrada em cheio

Macklemore, de fato, se divertiu: jogou água no público e foi carregado por ele; ainda convidou dois espectadores para dançar no palco. Não à toa, quem assistia cantava "eu não vou embora".

Bem produzido, o show contou com vídeos entre as músicas e no telão ao fundo, superando a simples transmissão do artista. Poderia estar ainda mais lotado – provavelmente, perdeu público para o Arctic Monkeys, que se apresentava no mesmo momento, no palco Budweiser.

As rimas politizadas de Macklemore, no entanto, não se traduziram em gritos de protesto ao presidente Jair Bolsonaro, como aconteceu em outros shows, como o de Troye Sivan. O cantor arrancou aplausos calorosos quando disse que, ali, todos estavam unidos em comunidade, não importando a cor da pele ou orientação sexual. "Vamos celebrar a diversidade!" Ao final, pediu paz.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo