MasterChef Brasil: Cresci comendo isso todos os dias, afirma Marcus

Por Vinicius Melo - Portal da Band

O participante Marcus Lima viu o sonho de entrar para o MasterChef Brasil acabar depois de entregar para os jurados Henrique FogaçaPaola Carosella e Erick Jacquin um carré de cordeiro cru. Em entrevista ao Portal da Band, o cirurgião-dentista falou que "vacilou" enquanto cozinhava para os chefs de cozinha.

Leia mais:
Lollapalooza: confira o mapa com a localização de cada palco no Autódromo
MasterChef Brasil: Nunca tinha feito capeletti na vida, revela Juliana

"Realmente foi um vacilo meu. Acho que o fato de eu ter cortado o dedo durante a prova deu uma abalada no meu emocional e eu pulsei fases. Eu tinha que ter selado a carne antes de fazer a crosta. Eu comi bola e me desequilibrei. Eu quis empanar direto para ganhar tempo. Coloquei no forno, aumentei a temperatura, mas óbvio que não foi o suficiente", disse Marcus.

"O feedback que eu tive dos jurados era de que o prato estava bonito, bem apresentado. Os legumes estavam legais, a apresentação foi boa e a ideia era ótima. Mas estava cru", completou. O cirurgião-dentista, entretanto, ganhou uma nova oportunidade de conquistar o avental, graças a repescagem da fase de embates.

"Dessa vez eu não poderia perder. Fosse o que fosse, eu iria para cima. Fiquei muito feliz, mas quando eu vi o ovo, eu tremi. Porque esse lance de ovo poché é tenso. Quando ele falou os outros ingredientes, fiquei tranquilo. Eu sou de família mineira, cara. Nasci e cresci comendo isso todos os dias. Tudo aquilo que eu fiz no meu prato é como se eu estivesse cozinhando com a minha mãe em casa. Eu me senti em casa", afirmou o participante.

Ao ganhar o avental com seu ovo frito e couve com amêndoas, farofa de milho com banana e bacon, Marcus desabou no chão e extravasou com um grito. "Não aguentei. Todo aquele processo da paixão pela cozinha, desde quando despertou, de onde veio a minha história, passa pela história da minha mãe. Parece que uma fração de segundos vira um trovão e cai na sua cabeça. É muita emoção. Acho que isso é até um dos motivos de eu ter desabado e caído no chão", disse.

"Minha estratégia agora para conseguir, de repente, algo a mais é ter equilíbrio emocional. Somos pessoas com níveis, percepções e idades diferentes. Todos nós estamos aqui para cozinhar e estamos aptos a melhorar, aprender. Mas o ponto forte vai ser ter equilíbrio emocional, não entrar na vibe do mimi. É um jogo, obviamente, e não adianta ser hipócrita. Nessa hora vai imperar e ser um diferencial algo do tipo: eu respeito, mas não concordo. E desenvolver suas próprias habilidades", finalizou.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo