SP-Arte reúne 160 galerias com obras de 2 mil artistas à venda no Ibirapuera

Por Metro Jornal

A diversidade pauta a 15ª edição da SP-Arte, maior feira de arte da América Latina, que abre nesta quarta (3), para convidados, e segue até o próximo domingo (7) no Pavilhão da Bienal, no parque Ibirapuera (de qui. a sáb., das 13h às 21h; dom., das 11h às 19h; R$ 50).

O evento representa uma janela para a produção contemporânea a partir da reunião de mais de 160 expositores. São, em sua grande maioria, galerias nacionais e internacionais que revelam o trabalho de mais de 2 mil artistas representados por elas.

A feira vai além dos negócios e serve como plataforma para ciclos de conversas sobre arte contemporânea, lançamentos de livros e visitas guiadas temáticas, que fazem recortes distintos das obras apresentadas, como de artistas afro-contemporâneos e de arte que relaciona corpo, cidade e natureza.

Em vez de se concentrarem em um só local, as performances serão espalhadas pelo Pavilhão, enquanto o design permanece com um espaço próprio. Os setores Solo e Masters se debruçam, respectivamente, sobre a América Latina e a produção dos anos 1950 aos anos 1980.

A novidade desta edição fica por conta do OpenSpace, que vai montar do lado de fora do Pavilhão 17 esculturas de 15 artistas, como Amelia Toledo e Hélio Oiticica, ampliando o acesso do público do parque à arte contemporânea.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo