Jim Carrey publica charge anti-fascista sobre Mussolini; neta do ditador responde: 'desgraçado'

Por Estadão Conteúdo

O ator Jim Carrey publicou uma ilustração criticando o fascismo retratando a morte do ditador italiano Benito Mussolini, ocorrida em 1945, e causou a revolta de sua neta, Alessandra Mussolini, que também é política e atualmente é membro do Parlamento Europeu.

LEIA MAIS:
Spice Girls: Geri Halliwell nega relação sexual com Mel B
José Loreto e Débora Nascimento estão a um passo da reconciliação completa, diz Leo Dias

Na ilustração, é possível ver os cadáveres dos dois representados pendurados pelos pés. "Se você está se perguntando aonde se chega com o fascismo, apenas pergunte a Benito Mussolini e sua amante, Claretta", escreveu o ator em seu Twitter.

Horas depois, Alessandra Mussolini respondeu Carrey: "Você é um desgraçado."

Na sequência, a italiana fez citações a diversos momentos históricos que envolvem os Estados Unidos, como as bombas atômicas de Hiroshima e Nagasaki, a ativista Rosa Parks, o genocídio de povos indígenas e a escravidão de povos negros e questionou o motivo de Jim não fazer desenhos sobre tais fatos.

Porém, Jim Carrey nasceu em Newmarket, cidade da província de Ontário, no Canadá, o que levou diversos internautas a ironizarem as críticas feitas por Alessandra.

Em seguida, a neta de Mussolini deu respostas como: "Olá, seu m***. Ele é naturalizado americano, seu idiota".

Desde a publicação de sua ilustração, na tarde de sábado, 30, Jim Carrey não fez mais nenhuma postagem ou falou sobre o tema. Confira o tuíte feito pela neta de Benito Mussolini abaixo:

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo