Filme ‘Perfume de Mulher’ vira peça de teatro em São Paulo

Por Metro Jornal

Quando Silvio Guindane pensou em adaptar a história de “Perfume de Mulher” para os teatros, há oito anos, ele não imaginava o quão pertinente ela seria nos dias atuais.

A trama acompanha o militar Fausto, que se isola após ficar cego. Ele decide, então, ter um último fim de semana de prazeres. Para isso, contrata o jovem Ciccio para guiá-lo.

Leia mais:
Última temporada de ‘Veep’ estreia este fim de semana
Morre diretora Agnès Varda, pioneira da Nouvelle Vague, aos 90 anos

“Essa é a história de um cara que desiste de se relacionar e está se preparando para morrer até que encontra um menino que só quer viver”, diz Guindane, que encarna Fausto, vivido por Al Pacino na adaptação para os cinemas, lançada em 1992, do romance de Giovanni Arpino.

“Esse personagem quer se isolar, mas acaba impactado pela vida. Essa é uma peça que fala sobre relações humanas, afetos e pessoas”, defende o ator e produtor, que tem Walter Lima Jr. como diretor.

O elenco conta com Eduardo Melo como Ciccio e Gabriela Duarte como Sara, mulher marcante para Fausto.

A peça, que estreia nesta sexta-feira (29) no Teatro Renaissance (al. Santos, 2.233, Jardim Paulista, tel.: 3069-2286; sex., às 21h30; sáb., às 19h e 21h30; dom., às 18h; R$ 100; até 21/4), conta com cenas marcantes do filme, como o baile de tango e o passeio de Ferrari, mas Guidane não teme comparações.

“Quando você pensa muito nisso, pensa em não ser o outro. Fomos contando a nossa história, mas é óbvio que esse é um personagem forte. Não temos como trair o público em relação a isso.”

Loading...
Revisa el siguiente artículo