MasterChef Brasil: Sou extremamente estrategista, diz Juliana Nicoli, uma das selecionadas

Por Vinicius Melo - Portal da Band

Não há dúvida nenhuma de que é sabor que faz os cozinheiros amadores conquistarem o avental do MasterChef Brasil. No entanto, os 45 minutos dentro da cozinha mais famosa do país podem ser traiçoeiros se a pessoa não for organizada.

Leia mais:
MasterChef Brasil: Sou mesmo desastrada, diz Haila, que derrubou ovos durante prova
MasterChef Brasil: Dona Fátima tem irmã gêmea e sonha ensinar culinária para crianças, saiba mais sobre a ‘musa’

"Eu estava tranquila. Foi um dia que eu acordei tranquila, estava mais calma. Então, quando eu fui para a cozinha do programa, e só pensava em engradecer. É uma oportunidade que você agradece ou você agradece. São muitas pessoas e situações difíceis para você chegar até aqui", contou Juliana Nicoli em entrevista ao Portal da Band.

"Primeiro, tem o nervosismo. Segundo, a presença dos chefs. Terceiro, a sua vontade de entrar. Quarto, toda a dinâmica do processo. Então, eu só conseguia agradecer e olhar para a bancada, tentando me organizar no tempo, no espaço e na situação. Estava de olho no tempo e na estratégia. Eu sou uma pessoa extremamente estretegista, que programa as coisas sempre", revelou.

"A minha receita estava extremamente pautada no tempo. Eu sabia exatamente quais eram os processos que eu tinha que fazer e de que forma que eu tinha que fazer para dar tempo. Tanto que eu finalizei o meu prato aos 42 minutos. Eu estava focada naquilo, sem prestar atenção nos cozinheiros, senão acabaria dispersando. Eu estava tentando manter o foco", explicou.

Depois de filetar um robalo em 10 minutos, tarefa considerada "tranquila" pela paulista, Juliana preparou um robalo em crosta de castanha de caju, alecrim, limão e legumes salteados. "Eu estava confiante porque meu prato ficou exatamente como eu queria. Eu sabia que era um prato gostoso e que tinha harmonia. O ponto do robalo estava excelente, porque eu fiz dois e experimentei um deles", afirmou.

Os jurados Henrique FogaçaPaola Carosella e Erick Jacquin concordaram com a participante e deram o avental para ela, que ficou extremamente agradecida. "O MasterChef é consequência de algo que eu quero há muito tempo. Eu trabalho na área da saúde, entrei em nutrição. Então, eu vejo a comida como algo muito diferente do que as pessoas normalmente veem. Eu acho que a comida tem uma vida que as pessoas não veem, tanto é que eu procuro comer com os olhos e ver os sabores das coisas", disse.

"Então, eu só agradeci e pensei no que eu tenho que fazer daqui para frente: estudar, me dedicar e mudar a minha rotina para que isso aconteça. Vou vir extremamente focada no jogo. Sou estrategista, observo muito as pessoas. Presto muita atenção no ambiente. Vou estudar muito e acho que isso é essencial. Até o presente momento, eu estudava o que me interessava. Agora vou me dedicar a tudo", finalizou.

Loading...
Revisa el siguiente artículo