Exposição de coreógrafo no Sesc Pompeia põe corpo em movimento

Por Metro Jornal

Aclamado pela forma como conseguiu evoluir a técnica do balé clássico em uma perspectiva contemporânea, o americano William Forsythe já teve várias de suas obras de dança encenadas no Brasil.

O que será apresentado a partir das 20h desta terça-feira (26), no Sesc Pompeia (r. Clélia, 93, tel.: 3871-7700; de ter. a sex., das10h às 21h30; sáb. e dom., das 10h às 19h30; grátis), no entanto, é inédito por aqui. “Objetos Coreográficos” é uma exposição que apresenta o pensamento artístico de Forsythe a partir das artes visuais.

Leia mais:
Paul McCartney volta ao Brasil pela 7ª vez em nove anos para a turnê ‘Freshen Up’
MasterChef Brasil: Sensação de dever cumprido, conta André, que conquistou avental com culinária portuguesa

O que há em comum entre essas duas vertentes de atuação é a centralidade que o corpo ocupa nesses trabalhos.

Segundo a curadora Veronica Stigger, as obras apresentadas se inspiram, muitas vezes, em atividades cotidianas, repetidas à exaustão sem que nos demos conta delas.

A intervenção de Forsythe no espaço, no entanto, faz com que o visitante se veja confrontado a se dar conta de movimentos que, em outros contextos, passariam despercebidos.

Um dos diferenciais da exposição é que ela extrapola a sala de exibição e se espalha por vários espaços do Sesc Pompeia, dialogando com a arquitetura de Lina Bo Bardi, conhecida justamente por convocar à partilha do espaço público.

Serão apresentadas 11 obras, sendo 1 inédita, com instruções orientando o público a se mexer.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo