Minissérie sobre crime chocante chega à Netflix e diretor explica por que história deve ser contada

Por Victória Bravo

Nesta sexta-feira (22), a Netflix estreará mais uma série inspirada em um crime chocante. A produção “Crimes em Déli” terá sete episódios e girará em torno da investigação de um crime cometido em 2012, quando duas jovens foram atacadas por seis homens dentro de um ônibus e uma delas foi brutalmente torturada, espancada e estuprada pelo grupo.

Em entrevista ao The Guardian, o diretor indo-canadense Richie Mehta explicou a importância de contar esta história e revelou que pretende “não apenas ilustrar o mal”, mas também falar sobre as suas consequências em uma sociedade e as pessoas que cuidaram da investigação.

A série surgiu após Mehta passar seis anos lendo material sobre o caso e entrevistando as autoridades envolvidas na investigação. Ele aponta que a força policial mal financiada, mal treinada e endemicamente corrupta em Déli foi um alvo particular.

“Quando eles [oficiais] me contaram sobre suas experiências, comecei a ver as limitações que estavam enfrentando. (…) Eles não podem ver suas famílias durante semanas por conta da investigação, um oficial [envolvido no caso] nem sequer tinha um veículo para chegar à cena do crime”, contou.

Ainda assim Mehta aponta que um grupo central de oficiais trabalhou obstinadamente para capturar os seis criminosos, quatro dos quais ainda estão no corredor da morte – um acabou com sua própria vida na prisão em 2013 e outro jovem foi libertado em 2015.

Confira o trailer de Crimes em Déli:

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo