Morre Maria Isabel de Lizandra, uma das atrizes pioneiras da teledramaturgia; veja seus principais papéis

Por Metro Jornal

Morreu na última quinta-feira (14), a atriz Maria Isabel de Lizandra. Ela tinha 72 anos e foi internada no Hospital das Clínicas, em São Paulo, com pneumonia.

Afastada da atuação nas últimas duas décadas, a paulistana foi uma das pioneiras da teledramaturgia. Ela fez parte de ícones da televisão como "Mulheres de Areia", onde interpretou Malu na primeira versão, "O Machão", em que foi Catarina e fez par com Antonio Fagundes e "Vale Tudo" (1988), onde interpretou uma amiga da protagonista, vivida por Regina Duarte.

Sua estreia na televisão foi na TV Tupi, em 1964, mas passou por quase todas as emissoras: Excelsior, Band. Record e Manchete. Seu último personagem foi em "Labirinto", série de Gilberto Braga exibida em 1998.

Veja abaixo seus principais trabalhos:

  • 1964 – Se o Mar Contasse (Nanci)
  • 1967 – O Tempo e o Vento (Eulália Terra)
  • 1968 – A Muralha (Rosália)
  • 1973 – Mulheres de Areia (Malu)
  • 1974 – O Machão (Catarina)
  • 1977 –  Éramos Seis (Isabel)
  • 1979 – Cara a Cara (Carolina)
  • 1983 – Moinhos de Vento (Amparo)
  • 1983 – Champagne  (Verônica)
  • 1985 – Tenda dos Milagres (Amélia)
  • 1986 – Dona Beija (Josefa)
  • 1988 – Vale Tudo (Marisa)
  • 1989 – Tieta (Benta)

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo