Atrizes são detidas por comprar vagas para seus filhos em universidades de elite nos EUA

Por Metro Jornal

Em meio a um escândalo envolvendo mais de 50 pessoas nos Estados Unidos, as atrizes Felicity Huffman e Lori Loughlin tiveram mandatos de prisão emitidos por subornar instituições de ensino para conseguir uma vaga para seus filhos.

LEIA MAIS:
Após 2ª traição, Khloé Kardashian precisa de ‘um tempo’ para retomar vida amorosa

Felicity Huffman, de acordo com o TMZ, foi detida em Los Angeles nesta tarde, porém Lori Loughlin não foi encontrada em sua residência. Esta última foi contatada pelas autoridades federais, que mandaram-na entregar-se à polícia.

O marido de Loughlin, o estilista Mossimo Giannulli, foi detido.

O caso foi divulgado nesta terça-feira (12) por tabloides norte-americanos, e é um dos tópicos mais falados do dia no país. O esquema de subornos envolvem universidades de alto prestígio, como Yale, Stanford e a Universidade do Sul da Califórnia (USC).

De acordo com a imprensa dos EUA, "dezenas" de pais estão sendo investigados por fraudarem a entrada de seus filhos nestas universidades.

Documentos da corte americana obtidos pela ABC News afirmam que Huffman fez uma "doação de caridade" à USC no valor de US$15 mil para facilitar a entrada de sua filha mais velha na instituição. Já Loughlin e seu marido "concordaram em pagar subornos totalizando US$ 500 mil em troca de recrutar suas filhas no time de remo da USC", o que auxiliaria em sua entrada na universidade.

Huffman é mais conhecida por sua participação como Lynette em Desperate Housewives. Loughlin atualmente trabalha em Full House, e também foi parte da série Barrados no Baile.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo