#aconteceucomigohq: Cartunista mineira usa traços leves para falar sobre temas sérios

Por Fabiane Guimarães - Metro Brasília

A dor de ter feito um aborto, o assédio sexual sofrido por figuras de autoridade, as dificuldades em aceitar o próprio corpo ou cabelo: os dramas de milhares de mulheres ganham luz por meio do projeto #aconteceucomigohq, da cartunista mineira Laura Athaíde, que transforma depoimentos anônimos em tirinhas.

Leia mais:
Mostra destaca design e arquitetura de Ruy Ohtake
Caio Blat posta foto ao lado de Bruno Gagliasso e José Loreto: ‘surubinha’

“Eu pensei que, se as pessoas conhecessem mais a história dos outros, teriam menos preconceito” – Laura Athaíde, cartunista

Laura criou o projeto em 2015, como uma forma de humanizar relatos de temas espinhosos e estimular a compreensão. No ano passado, o projeto ganhou força por meio de um patrocínio cultural, e o plano é que as tirinhas – em torno de 40 – virem livro.

Os depoimentos são enviados por e-mail. A cartunista, de 29 anos, recebe centenas de mensagens que, uma vez publicadas, ressoam em outras experiências e tiram os personagens da solidão.

“Como é um quadrinho, as pessoas se sentem à vontade para dizer: essa é a minha história. Elas se identificam”.

Confira:

Mais informações sobre o projeto e todas as tirinhas podem ser conferidas no Tumblr da autora.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo