A história de 'Shallow', música que entregou o Oscar para Lady Gaga

Por Victória Bravo

Na última noite de domingo (24), Lady Gaga ganhou o Oscar de melhor música por "Shallow", sucesso que ela interpreta ao lado de Bradley Cooper no filme “Nasce Uma Estrela”.

De acordo com o portal Fotogramas, a música foi escrita apenas para Lady Gaga, mas em busca de dar ainda mais carga emocional ao single, Bradley Cooper acabou entrando para um dueto. A cantora a escreveu junto com Mark Ronson, que produziu hits como “Rehab”, de Amy Winehouse.

O estilo que mistura country e folk foi influenciado por músicas já conhecidas da cantora, como por exemplo, “Million Reasons”.

Leia também: 

Ex-esposa de Bradley Cooper justifica comentário polêmico sobre relação com Lady Gaga
'Shallow' ganha versão forró e já faz sucesso no carnaval brasileiro 

No filme, Gaga convenceu Bradley a gravar sem playback na frente de cerca de 2.000 fãs da cantora. Por isso, depois que a cena foi gravada ela cantou ao piano alguns sucessos.

Ao rodar a cena pela última vez, Cooper pediu como diretor para que a atriz aproveitasse o momento e deixa-se levar por ele. Mais tarde, Gaga admitiu que “sentiu de verdade que estava cantando pela primeira vez uma canção para um grande público”.

Em entrevista, a compositora explicou que a letra foi criada para falar de forma profunda e não ficar apenas na superficialidade da vida moderna. Por isso, a música fala sobre viver intensamente até as últimas consequências, dar esse passo que as pessoas não se atrevem a dar – mesmo que ele pareça uma loucura.

Confira a letra traduzida:

Me diga uma coisa, garota
Você está feliz neste mundo moderno?
Ou você precisa de mais?
Existe algo mais que você está procurando?

Estou caindo
Em todos os bons momentos
Eu me vejo almejando uma mudança
E nos momentos ruins, eu tenho medo de mim mesmo

"Me diga uma coisa, garoto
Você não está cansado de tentar preencher esse vazio?
Ou você precisa de mais?
Não é difícil manter toda essa energia?

Estou caindo
Em todos os bons momentos
Eu me vejo almejando uma mudança
E nos momentos ruins, eu tenho medo de mim mesma

Eu estou à beira do precipício, assista enquanto mergulho
Eu nunca vou tocar o chão
Caio através da água
Onde eles não podem nos machucar
Estamos longe da superfície agora

Na superfície, superfície
Na superfície, superfície
Na superfície, superfície
Estamos longe da superfície agora"

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo