Oscar 2019: 8 curiosidades sobre 'Roma', filme com 10 indicações

Por Metro Jornal
roma

Um dos favoritos dessa temporada de premiações, "Roma" é o primeiro filme da Netflix indicado ao Oscar de Melhor Filme.

Até agora, o longa de Alfonso Cuarón obteve sucesso por onde passou. Festival de Veneza, Goya, Bafta e Globo de Ouro são algumas das premiações de onde saiu ovacionado. Neste domingo (24), o longa pode conceder a primeira vitória da plataforma de streaming no Oscar.

Leia mais:
5 motivos para se apaixonar ainda mais por 'Nasce uma Estrela'
8 fatos sobre 'A Favorita', favorito para Oscar de Melhor Filme

Confira oito curiosidades sobre "Roma":

O filme é baseado na infância real do diretor Alfonso Cuarón

"Roma" retrata a verdadeira infância de Cuarón, que nasceu no México e cresceu em uma família de classe média da cidade.

Também é uma homenagem a Liboria Rodriguez – ou 'Libo', como a família Cuarón a chamava -, representada no filme por Cleo (Yalitza Aparicio). Já o diretor é representado por Paco (Carlos Peralta).

Para mobiliar a casa do filme, o diretor reuniu móveis de diferentes membros de sua família, espalhada por todo o México.

Yalitza Aparicio não sabia quem era Alfonso Cuarón

Este é a primeira vez da atriz de 25 anos em frente às câmeras. Até então, ela nunca tinha ouvido falar de Cuarón ou sequer tinha assistido a algum filme dele.

Professora, aguardava o resultado de um concurso para dar aula quando resolveu fazer uma audição, por insistência da irmã – que também queria um papel, mas desistiu por estar grávida.

Roma é o nome de um bairro na Cidade do México

Também chamado de Colonia Roma, o bairro fica no distrito de Cuauhtémoc, a oeste do centro histórico da capital mexicana.

Leia mais:
Crítica: Novo longa de Cuarón, 'Roma' aproxima Netflix de Oscar de Melhor Filme
Oscar 2019: Por causa de Roma, Yalitza Aparicio trocou salas de aula pelas premiações

A escultura gigante de caranguejo é real

Ela é cenário para a cena em que a família se reúne para tomar um sorvete, durante as férias na praia, e também para os visitantes da praia Paraíso, no Estado de Tabasco, sul do México.

Filmado em três meses

As gravações levaram cerca de 102 dias. Já a história acontece entre os dias 3 de setembro de 1970 (uma quinta-feira) e 28 de junho de 1971 (segunda-feira), conforme indica o roteiro.

Médicos e enfermeiros de verdade

Não, os profissionais que aparecem na cena do parto não são atores. A equipe médica foi contratada para deixar a cena mais autêntica. Por esse motivo, a (longa) sequência foi filmada de uma vez só.

Michelângelo, 'muso' inspirador de Cuarón

Durante as cenas de protestos, uma mulher é vista segurando um homem morto nos braços. A cena foi inspirada na escultura Pietà, do renascentista Michelângelo. Detalhe: essa é a segunda vez que isso acontece em um filme do diretor. A primeira foi em "Filhos da Esperança", de 2006.

Cannes não quer? Veneza está de braços abertos!

Alfonso Cuarón foi um dos diretores que apoiaram a Netflix e serviços de streaming no geral quando os filmes produzidos para essas plataformas passaram a ser banidos do Festival de Cannes. Com o lançamento de "Roma", a Netflix resolveu boicotar Cannes e, em vez disso, enviou o filme para o Festival de Veneza, de onde saiu com o Leão de Ouro, prêmio máximo da academia de cinema italiana.

Assista ao trailer de "Roma":

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo