Oscar 2019: 5 segredos das filmagens de 'Pantera Negra'

Por Metro Jornal
pantera negra

Um dos filmes de super herói mais discutidos e aclamados do ano, "Pantera Negra" é uma das apostas para o Oscar, sendo indicado a múltiplas categorias.

Como foi produzir esta obra tão impactante? Saiba agora, com cinco curiosidades sobre a produção e o longa-metragem.

Leia mais:
10 coisas que você não sabia sobre 'Bohemian Rhapsody'
5 motivos para se apaixonar ainda mais por 'Nasce uma Estrela'

Michael B. Jordan quis distância de todos no set

Para poder se preparar para o papel do vilão Killmonger, o ator Michael B. Jordan fez questão de manter-se distante de todos no set, inclusive outros atores.

A justificativa foi que Killmonger é fechado, distante, e está em conflito com outros personagens. Por isto, a relação mais afetuosa poderia atrapalhar sua atuação.

Por ter entrado de cabeça no personagem, o ator contou ao podcast The Bill Simmons Podcast que precisou de terapia para se recuperar.

"Eu nunca estive tão imerso num personagem por tanto tempo, tão obscuro, tão sozinho e doloroso", disse. "Depois que terminei de gravar, estava me sentindo muito triste e um pouco deprimido."

O filme não foi gravado na África, em momento algum

Apesar de ser quase totalmente baseado na cultura africana e ter a maioria de suas cenas em solo africano (continente onde se esconde Wakanda), "Pantera Negra" não teve nenhuma filmagem no país.

Todas as cenas em Wakanda na verdade foram filmadas na Geórgia, estado norte-americano. Parte foi gravada em Atlanta, também nos EUA.

A sequência que mostra as cachoeiras de Wakanda, no entanto, foram filmadas no lado argentino das Cataratas do Iguaçu.

As cenas na Coreia do Sul realmente foram filmadas no país, na cidade de Busan.

Existem algumas imagens que são, realmente, na África: porém todas são vistas aéreas, capturadas pelo estúdio Marzano.

Leia mais:
Crítica: 'Pantera Negra' chega com trama politizada que celebra afrodescendentes

Uma diretora foi cotada antes de Ryan Coogler

Ava DuVernay, indicada ao Oscar e diretora de diversos documentários e longas aclamados sobre a história negra e conflitos raciais nos EUA, foi cotada para dirigir "Pantera Negra".

DuVernay inclusive reuniu-se com a Marvel e o protagonista Chadwick Boseman, porém a sua visão do filme não era compatível com o rumo que "Pantera Negra" tomaria.

Os rinocerontes do longa são cavalos, com fantasia digital

Os habitantes de Wakanda criam rinocerontes, como cavalos. Como não seria possível usar os animais originais na produção, o longa usou cavalos durante a gravação.

A raça escolhida foi a Clydesdale, por ter um andar parecido com o dos rinocerontes, com um movimento similar de quadril.

Na pós-produção, os editores apenas "inseriram" a aparência de um rinoceronte em torno do cavalo.

Dois atores rivais no longa já sonharam juntos em estar num filme de super herói

Lupita Nyong'o e Winston Duke, que interpretam os rivais Nakia e M'Baku, estudaram artes dramáticas juntos em Yale.

Os dois foram juntinhos assistir ao primeiro filme da série Os Vingadores, em 2012, e saíram do cinema maravilhados.

Inclusive, eles conversaram sobre desejar uma chance de estrelar em um filme como aquele, algum dia. Quem diria, não?

Curiosamente, o próprio Winston Duke estaria no longa Vingadores: Guerra Infinita, de 2018, como M'Baku.

Assista ao trailer de "Pantera Negra":

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo