Chris Pratt se defende de acusação de homofobia por Ellen Page

Por Metro Jornal

Emn entrevista ao apresentador estadunidense Stephen Colbert, Chris Pratt falou sobre sua religiosidade, suas práticas de jejum orientadas pela fé, e a Igreja a qual frequenta. No entanto, a revelação gerou críticas por parte da atriz Ellen Page, que milita ativamente pela causa LGBT+.

Isto porque a Igreja e o pastor mencionados por Pratt são reconhecidos por uma atitude anti-LGBT. Page comentou, em sua conta no Twitter: "Oh. Ok. Hm. Mas sua igreja é infamemente anti-LGBT, então talvez fale disso também?"

Pratt se defendeu da crítica posteriormente em seu Instagram, através de uma nota postada nos Stories do Instagram. Ele escreve, "Recentemente, foi sugerido que eu pertenço a uma igreja que 'odeia um certo grupo de pessoas' e é 'infame por ser anti-LGBTQ'. Nada poderia estar mais distante da verdade."

stories chris pratt homofobia Reprodução/Instagram

Ele mencionou o apoio que recebeu da comunidade religiosa após seu divórcio, apesar da prática ser criticada na Bíblia. Também afirmou que apesar da importância da religião em sua vida, ele não representa a Igreja e esta não fala por ele – assim se desvencilhando de qualquer associação que possa indicar homofobia.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo