BBB19: Falas de Maycon e Paula estão sendo apuradas por Delegacia de Crimes Raciais

Por Metro Jornal

Falas de alguns participantes do "Big Brother Brasil 19" estão extrapolando os limites da casa do reality show e causando indignação nas redes sociais. Mas não para por aí. Segundo reportagem do jornal Extra, a Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância estão apurando os diálogos que teriam fundo racista e de intolerância religiosa.

A bacharel em Direito Paula von Sperling e o vendedor de queijos Maycon Santos, ambos de Minas Gerais, seriam os principais responsáveis por declarações polêmicas.

Maycon afirmou a alguns colegas que sentiu arrepios ao ver Gabriela e Rodrigo – ambos negros – dançando uma 'música esquisita'. Era um samba de Jorge Aragão.

Já Paula disse se assustar com as expressões religiosas de Rodrigo. "Eu tenho muito medo do Rodrigo. Ele fala o tempo todo desse negócio de Oxum deles. Eu tenho medo disso, mas nosso Deus é maior", afirmou, em conversa com Hariany.

"De acordo com informações da Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) foi instaurado inquérito para apurar o ocorrido. As investigações estão sob sigilo", diz a nota enviada ao jornal.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo