21 anos de susto: ‘Resident Evil 2’ ganha remake que respeita a trama original

Por Bruno Bucis - Metro Brasília

Com uma lanterna na mão e uma arma com quantidade limitada de balas, você entra em uma sala cheia de zumbis. Como se não bastasse, não dá para correr: os passos às suas costas revelam que Mr. X também apareceu para te matar. “Resident Evil 2” é um jogo de sobrevivência em que a coisa mais difícil é sobreviver.

O game de terror da Capcom que é um dos mais icônicos do mundo acaba de ter uma releitura lançada no mês em que a aventura original completou 21 anos.

Leia mais:
‘Boy Erased’: Filme sobre ‘cura gay’ com Nicole Kidman tem lançamento cancelado no Brasil
Filmes na TV: Kingsman, O Grande Hotel Budapeste e outros destaques desta segunda

O novo “Resident Evil 2”, no entanto, é mais do que uma mera atualização tecnológica de “Resident Evil 2” (1998) – que havia sido o maior sucesso da franquia.

O jogo honra o legado do antigo, mas apresenta soluções ainda mais assustadoras.

O roteiro do jogo é, em boa parte, dividido em dois momentos. Acompanhamos Claire no interior de uma delegacia no dia em que ocorre um apocalipse zumbi. Ela, que busca informações sobre o que aconteceu com seu irmão, tem de se desdobrar para sobreviver enquanto é perseguida pelo Mr. X, um ser misterioso que tem passos pesados – é possível ouvi-lo à distância.

O jogo também apresenta o cotidiano de Leon, um policial que acaba de entrar na corporação e que está nas ruas quando o mundo vira de pernas para o ar.

E sim, para quem não jogou o original, há uma latente tensão sexual entre Leon e Claire, embora na versão atual ela o ajude bem mais do que ele a ajuda.

As mudanças

O jogador ganhou muito mais liberdade na nova versão do game e os cenários receberam uma riqueza de detalhes absoluta: os corpos dos zumbis que você mata ao longo do caminho, por exemplo, não desaparecem magicamente. Pode sair e voltar da sala para comprovar.

A munição é muito limitada. Na maioria das vezes é melhor correr de um zumbi do que tentar atirar nele.

É preciso estar atento ao jogar: não há um tutorial de como se desdobrar e os filmes que aparecem são pouco explicativos. Para entender tudo, é preciso dedicar-se a ler todos aqueles textos de arquivos policiais que parecem não ter importância, mas que podem te ajudar em um enigma mais adiante.

O que permanece

Os personagens que você encontra enquanto tenta sobreviver; a delegacia construída em um antigo museu; o primeiro encontro em que Leon diz “abaixe-se” e salva Claire; a trilha sonora… Tudo está como era em 1998.

Pelo respeito com que a adaptação soube trabalhar com o original e as mudanças engenhosas no roteiro, vários sites especializados e youtubers têm apontado que o game é o melhor da franquia e um dos melhores jogos de sobrevivência já lançado.

A Capcom pode se orgulhar, mas já está apreensiva. O lançamento de “Resident Evil 8”, que está em desenvolvimento, pode ser postergado para que o jogo se aproxime de seu novo/velho sucesso de vendas.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo