'Fevereiros': Religiosidade de Maria Bethânia guia documentário

Por Metro Porto Alegre

Devota de Nossa Senhora da Purificação, a cantora Maria Bethânia faz questão de passar todos os fevereiros em Santo Amaro, sua cidade natal na região do Recôncavo Baiano.

É neste mês que acontece a festa da lavagem, um ritual religioso protagonizado pelos praticantes do candomblé e que tem como ponto de partida justamente a casa da família Veloso.

Em imagens do documentário “Fevereiros”, que estreia nesta quinta-feira (31), sob a direção de Marcos Debellian, Bethânia aparece como uma das mais animadas do cortejo, que acaba na catedral da cidade.

Assista ao trailer:

De Santo Amaro, o filme faz uma ponte com a Estação Primeira da Mangueira, que exaltou a religiosidade da cantora no samba-enredo “A Menina dos Olhos de Oya”, vencedor do Carnaval do Rio em 2016. “Sou filha de Iansã, a preferida de Xangô. Mas também sou católica praticante e rezo para Mãe Menininha do Gantois”, diz a artista.

“Fevereiros” valoriza todas essas facetas da cantora e as exemplifica com imagens antigas e algumas canções conhecidas sobre o assunto.

Ateu convicto, Caetano Veloso diverte o espectador com histórias da infância de ambos, principalmente quando questionava a fé da irmã caçula. O filme também tem as participações de Mabel Velloso, irmã da cantora, do compositor Chico Buarque e de integrantes da Mangueira.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo