Após criticar namorado de Fátima Bernardes, Dado Dolabella explica processo de produção de leite: 'Crueldade'

Por Estadão Conteúdo

Dado Dolabella decidiu usar as redes sociais para explicar como é o processo de produção de leite de vaca e, como vegano, repudia o consumo do produto.

Na segunda-feira, 21, o ator foi no embalo da crítica de Maria Gadú na publicação em que aparecem Túlio Gadêlha e Fátima Bernardes em uma fazenda. "Namorada boa é aquela que tá contigo até na hora de ordenhar a vaquinha", escreveu o namorado da apresentadora da Globo. Dado Dolabella comentou: "Deixem os animais em paz!"

No dia seguinte, o ator decidiu fazer uma publicação no perfil oficial dele no Instagram para explicar porquê não consome leite de vaca. "Leite é para o bezerro. A secreção da glândula mamária da vaca foi desenvolvida pela natureza para fazer um ser que nasce com 30, 40, 50 quilos atingir até uma tonelada o mais rápido possível. Não tem nada de bom para humanos nesse fluido", explica.

O ator ainda fala sobre um bastidor cruel nesse processo. "Para tirar o leite da vaca, é preciso separar a mãe de sua cria. São crueldades que, se fossem com humanos, jamais seriam legais. A lei ainda é especista", escreveu na legenda das imagens em que aparecem uma vaquinha e sua cria.

"Ser vegano é se colocar no lugar deles. É ter empatia. Compaixão", concluiu Dado Dolabella. A publicação dividiu opinião entre os seguidores do ator. Alguns dizem que não conseguem abrir mão do consumo do leite de vaca. Outros alegaram que vão aderir à sugestão de Dado.

Em agosto de 2017, Dado Dolabella culpou o consumo de carne pelos comportamentos agressivos que tinha no passado. "A corrupção e a violência começam na alimentação. Fico pensando, quantas coisas não seriam diferentes se eu fosse vegano antes? Assumo toda e qualquer culpa por todos meus atos impulsivos e reativos no passado. Vou viver o resto da vida limpo de crueldade nas minhas veias", escreveu em seu Facebook.

Dado, que também já foi acusado de ter agredido sua ex-namorada, Luana Piovani, complementou: "Hoje, tô colhendo os frutos de um passado recheado de violência que começa no prato de comida. 90% do que comia vinha de proteína animal. E não me venha dizer que não existe relação!"

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo