Retorno do Charlie Brown Jr. divide opiniões de fãs; entenda

Por Metro Jornal
Charlie Brown Jr. Pôster do primeiro show do Charlie Brown Jr. desde 2013 / Reprodução

O anúncio de uma turnê de retorno do Charlie Brown Jr. pegou os fãs de surpresa. Com apenas uma apresentação confirmada nesta sexta-feira (25), aniversário de São Paulo, a notícia gerou reações mistas – enquanto parte dos fãs comemoraram a volta, outra parte acusou a ação de “oportunista”.

O grupo encerrou suas atividades em 2013, após a morte do vocalista Chorão por overdose. O baixista Champignon chegou a assumir os vocais da banda A Banca, sucessora espiritual do Charlie Brown Jr., mas que acabou no mesmo ano após o músico cometer suicídio.

Leia mais:
Ozzy Osbourne vende morcego de pelúcia com cabeça removível a R$ 150
Bird Box Challenge: especialistas capturaram crocodilos com os olhos vendados; veja as fotos pertubadoras

Na formação para a nova turnê, estão confirmados Heitor Gomes no baixo, Marcão Britto na guitarra e Pinguim Ruas na bateria. Para os vocais, o show em São Paulo vai contar com Dinho Ouro Preto (Capital Inicial), Digão (Raimundos), Panda (La Raza), Supla e Di Ferrero (NXZero).

O guitarrista Thiago Castanho chegou a ser mencionado como participação em outros shows da turnê, mas que não estaria na primeira apresentação por estar doente. Ele se manifestou em seu Instagram: "O Charlie Brown Jr. não vai voltar, porque Charlie Brown Jr. sem Chorão não existe. Eu não estou doente, tô com muita saúde e não faço parte desse tributo.”

A resposta gerou revolta de parte dos fãs, que apoiaram o músico e criticaram a turnê usando o nome da banda. Com as críticas, o perfil do Instagram da banda trancou o recurso de comentários da publicação.

Veja reações publicadas no Twitter:

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo