Mariah Carey vira o jogo e pede indenização de R$ 11 milhões a assistente que a chantageou

Por Metro Jornal

Mariah Carey levou uma ex-funcionária aos tribunais e está pedindo indenização de US$ 3 milhões (cerca de R$ 11 milhões) após ser chantageada.

Segundo o site TMZ, que obteve cópia dos documentos, Mariah contou que a assistente instalou secretamente câmeras em sua casa e gravou cenas "constrangedoras" de sua intimidade. Depois, exigiu US$ 8 milhões (quase R$ 30 milhões) para não divulgar os vídeos.

Lianna Azarian foi contratada como assistente em março de 2015 e recebia um salário de  US$ 327 mil por ano (algo em torno de R$ 1, 2 milhão) começou a usar a fama – e o cartão de crédito – de Mariah em benefício próprio. A cantora acusa Lianna de ter feito compras em lojas e usado seu nome para obter descontos.

Mais tarde, a funcionária teria exibido os vídeos da chefe para amigos e afirmado que, se algum dia fosse demitida, os venderia. Ela acabou sendo dispensada de fato no fim de 2017 e começou a chantagem.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo