Musical acompanha artista em ascensão em dúvidas sobre a própria carreira

Por Metro Jornal

Jonathan Larson (1960-1996) foi desses artistas que conseguiu criar obras marcantes a partir de sua própria experiência como alguém em busca de seu lugar. Foi assim com seu maior sucesso, “Rent” (1996), e também com “Tick, Tick… Boom!”, que reestreia nesta quarta-feira (9) sua versão brasileira.

Leia mais:
Miles Morales vai vencer seu preconceito
Ano sabático de Fernanda Souza durou só cinco dias; entenda

O título remete aos ponteiros de uma bomba-relógio. É uma metáfora para o que sente Jon (Bruno Narchi), uma promessa da Broadway que ainda não estourou.

Às vésperas de fazer 30 anos, ele se questiona se seu momento vai chegar. Isso se agrava pelas pressões que sente da namorada (Giulia Nardruz) para os dois iniciarem uma vida estável e também do amigo Michael (Thiago Machado), que abandonou os sonhos por uma bem sucedida carreira na publicidade.

Dirigida por Bel Coelho e Leopoldo Pacheco, a peça se vale de música pop para retratar com angústias que continuam a afligir jovens e que, no fim, sempre encontram um jeito de se dissipar. No caso de Jonathan, isso se deu com o sucesso, mesmo que a morte precoce o tenha impedido de aproveitá-lo.


Serviço
No Teatro Faap (r. Alagoas, 903, Higienópolis, tel.: 3662-7233). Reestreia nesta quarta. Qua. e Qui., às 21h. R$ 80. Até 28/2.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo