'Se quiser, não visto nada', provoca apresentadora Lívia Andrade

Por Estadão Conteúdo

Lívia Andrade usou as redes sociais nesta quinta-feira (3) para se manifestar a respeito da polêmica em relação ao uso de roupa rosa para as meninas e azul para os meninos.

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, fez uma declaração sobre 'ideologia de gênero' em vídeo gravado após sua posse nesta semana. "Atenção, atenção. É uma nova era no Brasil. Menino veste azul e menina veste rosa". O vídeo viralizou e mobilizou anônimos e personalidades.

Leia mais:
‘Dinheiro não é para sempre’, diz Maisa Silva a fã que a chamou de rica
Thammy Miranda se torna vereador em São Paulo

Depois da polêmica, a ministra tentou justificar a fala em relação ao rosa e azul. "Fiz uma metáfora contra a ideologia de gênero, mas meninos e meninas podem vestir azul, rosa, colorido, enfim, da forma que se sentirem melhores", argumentou.

Lívia Andrade aproveitou a polêmica para falar sobre a liberdade de escolher as cores da própria roupa ou, em alguns casos, não vestir nada. "Visto rosa, visto azul e, se eu quiser, não visto nada!", escreveu na legenda da foto em que aparece nua, sentada em um deck, ao lado do mar.

Os internautas comentaram a publicação. "Está linda", "Maravilhosa" e "Diva" foram as principais manifestações, além de pessoas que escreveram contra e a favor da polêmica.

Nesta quinta, outros artistas fizeram publicações sobre a polêmica, como os apresentadores Angélica e Luciano Huck. "Rosa ou azul? Tanto faz", diz a legenda da foto em que ela aparece de camisa azul e ele, rosa.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo