A Pé Ele não Vai Longe: Joaquin Phoenix estrela filme sobre superação

Por Metro Jornal

O fim de ano costuma ser pródigo de filmes com mensagem positiva. “A Pé Ele não Vai Longe”, que estreia nesta quinta-feira (27), é a versão de Gus Van Sant para esse tipo de história.

Responsável por longas como “Elefante” (2003) e “Milk” (2008), o diretor americano sempre teve uma atenção especial para pessoas consideradas desajustadas pela sociedade.

Leia mais:
‘Bumblebee’ injeta gás novo na franquia Transformers
Jamie Dornan não gosta de ser lembrado apenas como Christian Grey

É justamente o caso de John Callahan (1951-2010), cartunista americano que fica tetraplégico após um acidente de carro motivado pelo alcoolismo.
“A Pé Ele não Vai Longe” conta a história de descida ao inferno do artista, interpretado por Joaquin Phoenix.
Alternando-se em diversas linhas temporais, Van Sant reconstrói a vida do personagem sem piedade. Isso não significa, no entanto, que o diretor rejeite o lado humano dele – pelo contrário.

Callahan é apresentado como um sujeito extremamente falho, e justamente por isso é que podemos nos identificar com ele mesmo não partilhando de sua condição.

Ator do melhor quilate, Phoenix evoca repulsa e empatia no tour de force que é interpretar alguém com os movimentos comprometidos.
Ele conta com a ajuda do grupo de apoio liderado por Donny, vivido pelo igualmente talentoso Jonah Hill.

Os dois tem conversas existencialistas que levam o público a refletir sobre suas escolhas e a forma de se relacionar com os outros. Com isso, o filme nos dá um empurrão para colocarmos nossas próprias vidas em balanço antes da virada do ano.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo