Aladdin: 'O meu Gênio tem um quê de Um Maluco no Pedaço', diz Will Smith

Por Metro Jornal

A Disney não está para brincadeiras! Após adaptar grandes sucessos como "Cinderela", "Alice no País das Maravilhas" e "A Bela e a Fera", chegou a vez de "Aladdin". A versão live-action para a história do ladrão que se apaixona por uma princesa e encontra uma lâmpada mágica chega aos cinemas em maio de 2019. E aproveitando essa proximidade, a revista Entertaiment Weekly divulgou nesta quarta-feira (19) as primeiras imagens do longa (veja aqui).

Mena Massoud ("Tom Clancy's Jack Ryan"), Naomi Scott ("Power Rangers") e Will Smith ("Esquadrão Suicida") dão vida aos três protagonistas: Aladdin, Jasmine e Gênio da Lâmpada, respectivamente. E se existe uma preocupação por parte dos fãs é quanto à fidelidade. "Minhas habilidades e experiência podem adicionar o suficiente para trazer um frescor à história e vale a pena, mas sem perder a nostalgia", explicou o diretor Guy Ritchie ("Sherlock Holmes") à EW.

Leia mais:
Oscar 2019: Aquaman é esnobado pela Academia e não vai concorrer por Efeitos Visuais
Netflix deve lançar 90 filmes originais por ano a partir de 2019

Dentre os desafios do live-action, Ritchie destacou o problema de criar um Gênio que fizesse jus ao trabalho de Robin Williams na animação de 1992. Para isso, apostou no que acredita ser um dos nomes mais engraçados do entretenimento: Will Smith. "Invariavelmente quando você está fazendo coisas que são icônicas, é sempre aterrorizante", declarou o ator.

Para dar vida ao grande imortal azul, Smith resolveu seguir o mesmo recurso da caracterização de Williams, que é concentrar no Gênio uma versão atemporal de si mesmo. "Comecei a me sentir confiante de que poderia entregar algo que fosse uma homenagem a Robin Williams, mas que fosse musicalmente diferente", explicou. Já no primeiro dia em que se encontrou com a equipe musical, gravou sua própria versão para "Friend Like Me". "Eu acho que vai se destacar como algo único, mesmo no mundo da Disney. Não existe muito hip-hop na história da Disney", disse Smith.

Hip-hop? Sim, é isso mesmo. O ator foi buscar inspiração em seus papéis nos anos 1990, como "Independence Day", "Bad Boys" e a série de TV "Um Maluco no Pedaço", famosa pelas músicas do gênero. Segundo o próprio Will Smith, um dos executivos da Disney descreveu o seu Gênio parte Príncipe de Bel-Air, parte Hitch – da comédia romântica de 2005.

Outro ponto importante para Ritchie foi a construção da personagem de Jasmine. A atriz Naomi Scott diz que a animação original já é consolidada como um referencial de protagonista feminina forte, mas que houve reformulações para refletir os ideais atuais, com "um personagem mais arredondado e talvez não seja um estereótipo da época".

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo