Novo longa de Cuarón, Roma aproxima Netflix de Oscar de melhor filme

Por Metro Jornal

Desde que começou a investir em produções originais, em 2012, a Netflix viu nas tradicionais premiações de fim de ano uma forma de conseguir legitimidade para uma nova maneira de fazer audiovisual.

A gigante do streaming tem sido bem sucedida no Globo de Ouro e no Emmy, que destacam várias de suas séries, mas ainda falta a ela o reconhecimento mais cobiçado de Hollywood: o Oscar de melhor filme.

Leia mais:
Keira Knightley vive escritora à frente de seu tempo em ‘Colette’
Aquaman: ‘em vez de enfatizar nossas diferenças, devemos nos unir’, diz Jason Momoa

As melhores chances da empresa surgem com “Roma”, que estreia nesta sexta-feira (14) na plataforma. Simultaneamente, o filme ganha uma exibição restrita, durante uma semana, apenas em uma sessão, em uma sala em São Paulo (os ingressos foram distribuídos on-line e estão esgotados).

A projeção na tela grande é pré-requisito para que o filme seja qualificável para o Oscar. Quem já viu também garante que essa é a melhor forma de mergulhar nas memórias de infância do diretor Alfonso Cuarón numa Cidade do México dos anos 1970.

Após ser banida do Festival de Cannes, a Netflix tem sido recompensada por ceder – a seu modo – ao antigo jeito de lançar filmes. “Roma” venceu o Leão de Ouro no último Festival de Veneza, um dos três mais importantes eventos cinematográficos do mundo.

Foi um pontapé e tanto para o longa, que, desde então, colhe elogios por onde passa, tendo sido eleito a melhor produção de 2018 pelo círculo de críticos de Nova York e de Los Angeles.

Rodado em preto e branco, numa fotografia também assinada por Cuarón, “Roma” tem como protagonista a babá Cleo (Yalitza Aparicio), inspirada na mulher que ajudou a criar o próprio diretor enquanto ele crescia na Colônia Roma, um distrito localizado em Cuauhtémoc, no México. 

Este é o projeto da vida do cineasta mexicano, que levou dez anos para finalizá-lo e deu trabalho à direção de arte na missão de recriar seu lar de infância nos mínimos detalhes.

Resta saber se os integrantes da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas serão seduzidos pela nostalgia de Cuarón. Não deu certo no Globo de Ouro – “Roma” foi indicado a melhor filme estrangeiro, diretor e roteiro.

Assista ao trailer:

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo