Livro digital do Museu da Imigração facilita busca por ancestrais estrangeiros

Por BandNews FM

O Museu da Imigração lançou um livro digital para auxiliar buscas no acervo da instituição, que reúne mais de dez mil publicações, 250 mil imagens, além de entrevistas e objetos.

O projeto atende uma demanda de pessoas que pesquisavam informações genealógicas, mas não sabiam por onde começar ou desconheciam a finalidade dos documentos, que, muitas vezes, servem para o processo de cidadania.

Leia mais:
Livro de Heróis do País ganha 21 nomes
'Ritmo Louco' retrata amigas em rumos opostos

O coordenador do ebook, Henrique Trindade, diz que a publicação traz detalhes sobre períodos relacionados a processos migratórios, além de dicas sobre como buscar nomes, sobrenomes e o destino de famílias depois do desembarque em portos do país.

A estimativa é que 80% do acervo seja de italianos, mas também há informações de outras nacionalidades – incluindo a história de um austríaco que sobreviveu ao naufrágio do Titanic e veio ao Brasil em 1924.

A funcionária pública Ridete Pozetti passou dois meses fazendo buscas de parentesco para dar início à retirada da cidadania italiana e descobriu que seu bisavó, Giusepe, desembarcou no Porto de Santos em 1888 ao lado dos pais e de oito irmãos. Antes de migrar para o interior de São Paulo, os Pozetti se estabeleceram na Hospedaria dos Imigrantes, no Brás, onde hoje funciona o museu.

O download do livro digital é gratuito e feito no site do Museu da Imigração; o acervo também pode ser visto presencialmente mediante pagamento de R$ 10 por ingresso.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo