De Repente uma Família: dificuldades de adoção viram comédia com Mark Wahlberg

Por Metro Jornal

Depois do sucesso de “Pai em Dose Dupla”, Mark Wahlberg e o diretor Sean Anders esperam conseguir um novo sucesso cinematográfico com “De Repente uma Família”, que estreia nesta quinta-feira (29).

Leia mais:
CCXP 2018: curta-metragem de Rafael Grampá lança gênero GeekPunk
Robin Hood – A Origem: ladrão arqueiro ganha ar de super-herói em novo filme

Nesta comédia, o ator vive Pete. Ao lado da mulher Ellie (Rose Byrne), ele decide adotar de uma só vez os irmãos Juan, Lita e Lizzy, que, por não serem mais bebês, têm dificuldade de encontrar um novo lar.

Poderia facilmente ser um drama pesado, mas a ideia de Anders era falar dos complicados meandros do processo de adoção a partir de uma perspectiva leve e afetiva, valendo-se de suas próprias experiências ao passar por situações semelhantes ao adotar seus filhos.

“O riso é uma forma de lidar com situações bastante difíceis. Meu medo era de que as pessoas achassem que o filme ria de crianças que cresceram em orfanatos. Nunca faria isso, porque  esses são meus filhos. Rimos às custas das situações constrangedoras que esse processo gera”, explica o diretor.

Assista ao trailer:

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo