Morre o cineasta italiano Bernardo Bertolucci, diretor de 'O Último Tango em Paris'

Por Ansa

Vencedor do Oscar, o diretor de cinema italiano Bernardo Bertolucci morreu nesta segunda-feira (26), em Roma, aos 77 anos. O cineasta levou a estatueta de "Melhor Diretor" com o longa "O Último Imperador", de 1988, que trinfou em outras oito categorias naquele ano.

Poeta, documentarista e produtor, Bertolucci também assinou grandes sucessos como "Novecento", de 1976, "O Pequeno Buda", de 1993 e "Último Tango em Paris", de 1972, com o qual foi recentemente alvo de críticas por ter declarado rodar uma cena de sexo não consentido no longa.

Leia mais:
Mais uma criança morre após ser picada por escorpião no interior de SP
MasterChef Profissionais: Conheça os pontos negativos e positivos do Top 4

O diretor conta que a atriz Maria Schneider (Jeannie), que na época tinha 19 anos, não sabia o que aconteceria na cena em que Marlon Brando (Paul) usa manteiga como lubrificante na garota. A cena é uma das mais polêmicas da história e intensificou a censura nas telonas. Segundo o cineasta, sua intenção era que Schneider reagisse "como uma menina, e não como atriz". O italiano ainda afirmou que não a viu mais depois das gravações do filme, porque ela "o odiava".

Originário de Parma, o cineasta lutava contra um câncer há muitos anos.

O último filme que produziu foi "Eu e Você", em 2012, em que o introvertido Lorenzo tenta se esconder no porão para fugir dos problemas do mundo.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo