Anitta se desafia a agradar a todos com novo EP, ‘Solo’

Por Metro Brasília
Anitta Solo

Já faz tempo que Anitta passou a considerar o Brasil um território conquistado. O objetivo da cantora carioca agora é garantir um lugar para si no panteão de cantoras pop internacionais e, para isso, ela tem atirado em várias direções, como prova o EP recém-lançado: “Solo”.

O disco apresenta três canções inéditas, uma em cada língua dos mercados em que Anitta pretende ser relevante: “Veneno”, em espanhol, para a América Latina; “Não Perco Meu Tempo”, em português, para os fãs brasileiros; e “Goals”, em inglês, para tentar firmar-se na concorrida indústria musical dos Estados Unidos.

Leia mais:
Super Drags: Primeira animação brasileira da Netflix é feita para chocar
Todxs: Anárquica e sexual, Ana Cañas reinventa e afronta em novo álbum

Em relação à última música, a expectativa era grande. A faixa conta com produção de Pharrell Williams, do hit “Happy”, mas, assim como todo o resto do EP, entrega menos do que o esperado, fazendo falta um refrão mais forte.

“Solo” era aguardado, já que Anitta não lançava um compilado de músicas há três anos, investindo em singles constantes, mas sem tentar apresentar um projeto coeso. Fato é que cada faixa ganhou um clipe correspondente e nem mesmo neles se pode notar uma correlação.

Documentário

Não é só disco. Anitta agora é tema de documentário. “Vai Anitta” foi lançado no último dia 16, disponível no site de streaming Netflix. Documentário dividido em seis episódios, a atração destaca a primeira investida da cantora no mercado internacional, cantando em inglês e espanhol.

O doc tem espaço também para mostrar os bastidores de seu trabalho e um pouco de sua vida particular, como cenas do período de cerca de um ano que foi casada com Thiago Magalhães, e do qual separou em setembro.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo