Quadrinhos: exposição vai muito além de Marvel e DC Comics

Por Metro Jornal

A exposição “Quadrinhos”, que abre nesta quarta-feira (14) no MIS, tem de Tintim a Asterix, de Liga da Justiça a Vingadores, de Mafalda a Turma da Mônica – e, no meio disso tudo, há uma infinidade de outros personagens convidando o visitante a serem descobertos.

Montada a partir da reunião de dez acervos, a mostra organizou mais de 600 itens, entre esboços, itens autografados, memorabilia e, é claro, gibis que traçam as origens da nona arte desde a arte rupestre até a conquista de seu atual status de prestígio na cultura pop contemporânea.

“É um desafio [fazer uma exposição desse tamanho], a vontade que a gente tem é de lotar de coisas, mas um dos trabalhos de curadoria é justamente a seleção. A gente consegue falar de muitos personagens, muitos criadores e muitos universos com bastante propriedade e muito conteúdo”, explica o curador Ivan Freitas da Costa, dono de aproximadamente metade dos itens à mostra.

Leia mais:
Especial Stan Lee: Adeus ao criador
Baixe aqui o pdf da capa do Metro em homenagem a Stan Lee

A abrangência da exposição faz com que sejam apresentados desde os mais variados formatos possíveis de HQ, a partir de cartuns, charges e tiras, a personagens icônicos e seus criadores. Entre os destaques estão a seção destinada aos quadrinhos eróticos, montada de forma sugestiva em uma sala que simula um banheiro rabiscado, e o grande foco à arte sequencial nacional, que data desde o Brasil Império.

“A gente se preocupou em apresentar e ampliar o repertório de quem visitar a exposição. Os quadrinhos de super-heróis são muito importantes dentro do universo dos Estados Unidos, mas não estamos restritos a isso”, explica Costa.

Por uma triste coincidência, a mostra abre justamente na semana da morte de Stan Lee, pai de vários dos heróis apresentados no MIS. “A exposição acaba falando muito dele. Ela não foi pensada para isso, mas acaba sendo uma homenagem. Tem os personagens e itens autografados por ele, em uma grande celebração aos quadrinhos, que é o que Stan Lee viveu o tempo todo”, conclui o curador.

Serviço:
No MIS (av. Europa, 158, Jardim Europa, tel.: 2117-4777). Abre nesta quarta (14). De ter. a sáb., das 10h às 20h; dom. e fer., das 9h às 18h. R$ 14 (grátis às terças). Até 31/3/2019.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo