Red Dead Redemption 2 coloca jogador dentro de gangue do Velho Oeste americano

Por Metro Jornal
Red Dead Redemption 2 Reprodução

Toda a expectativa em torno do lançamento de “Red Dead Redemption 2” se justifica quando se fica sabendo dos números envolvidos na produção do mais novo game da Rockstar. Foram necessários oito anos de desenvolvimento, a participação de 1.200 atores e a criação de mais de 500 mil linhas de diálogo para transformar o jogo em uma experiência imersiva no Velho Oeste americano.

A trama se passa 12 anos antes dos episódios ocorridos no primeiro game, lançado em 2010, e retrata a jornada de uma gangue que, vislumbrando o impulso civilizatório dos EUA no final do século 19, passa a se aventurar em seus últimos assaltos para juntar dinheiro e se conformar com o novo status quo ao mesmo tempo em que é perseguida por seu caráter de fora da lei.

Leia mais:
Filmes na TV: Carrie, maratona de A Múmia e outros destaques desta terça
Filha de Lenny Kravitz recria nu que a mãe fez para a Rolling Stone há 30 anos

Os produtores do sucesso “Grand Theaf Auto” conceberam algo que exige do jogador não apenas tempo, mas disponibilidade emocional para se embrenhar na realidade dos personagens. Mais do que se deparar com tiroteios e se virar em cenas de bangue-bangue, o importante aqui é mergulhar na psiqué do protagonista Arthur Morgan, repleto de tarefas tão banais quanto as que enfrentamos em nossas próprias vidas.

O personagem é braço direito do líder da gangue de Dutch van der Linde, exterminada justamente no game original. Quem o jogou, aliás, vai reencontrar aqui alguns dos sujeitos que, anos depois, vão bater de frente com os bandidos.

Entre uma missão e outra, ele se embriaga, cuida dos cavalos, faz a barba e caça em cenários com impressionante riqueza de detalhes.

Arthur também conversa bastante com todo e qualquer tipo de personagem e cria relações únicas com cada um deles, especialmente os integrantes da gangue, que contam com a ajuda dele para pequenas tarefas.

Esse investimento em humanidade é o que faz de “Red Dead Redemption 2” um jogo especial.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo