MasterChef Profissionais: A base da minha cozinha é vegetariana, diz André

Por Band.com.br

O chef de cozinha André Pionteke surpreendeu os jurados Henrique Fogaça, Paola Carosella e Erick Jacquin, do "MasterChef Profissionais", com seu prato roxo monocromático. O curitibano preparou para eles um carpaccio de beterraba com purê de cenoura roxa, picles de cebola com mirtilo, crocante de batata roxa e ervas aromáticas.

"Eu estava com muita vontade de fazer um foie grass, mas de manhã estava pensando em usar beterraba também. Já estava com a cor roxa na cabeça e, por sorte, ela veio. Eu fiquei mais tranquilo porque já estava com uma ideia composta na cabeça, mas tive que que dar uma contornada", afirmou o cozinheiro em entrevista ao Portal da Band.

Leia mais:
MasterChef: Foi o estresse da prova, diz Heaven Delhaye sobre incidente
MasterChef Profissionais: É questão de afinidade, diz Rafael sobre salvar Daniel

"A maior dificuldade foi não poder utilizar ingredientes de outra cor para compor o prato. A gente não podia, por exemplo, usar uma coalhada para fazer uma coalhada roxa. Essa foi a minha maior dificuldade, não conseguir nada para tingir e assim trabalhar com paletas de cor", completou.

Ao final da prova de eliminação, André acabou entregando um prato vegetariano que surpreendeu os jurados. "A base da minha cozinha é toda vegetariana. Eu utilizo a carne como uma guarnição, apenas para complementar o sabor do vegetal. Então, em relação a isso, é tranquilo para mim. Eu posso chutar que essa receita é vegana até. Não lembro de ter utilizado nada de origem animal", disse.

Questionado se esperava a vitória, o curitibano disse que não conseguiu olhar os outros pratos. "Eu fiquei feliz com o resultado. Eu esperava ser um dos destaques positivos e, por sorte, eu fui o grande destaque da noite. Eu não imaginava que poderia ser eliminado, porque eu estava bem contente com o meu prato", contou.

Por fim, André falou sobre o desempenho dos competidores na prova em equipe. "Eu fiquei bem surpreso, porque eu achei que só a gente [time vermelho] tinha se f*dido na real. Imaginei que uma prova de eliminação com mais gente seria muito mais equilibrada e mais fácil", explicou antes de falar da escolha de Rafael Gomes em salvar Daniel Barbosa.

"Na cabeça dele deve ter alguma coerência. Eu não julgo, nem nada. Eu sempre dou o meu melhor no meu desempenho na prova. Então, talvez ao olhar do capitão, eu não tenha trabalhado bem o suficiente", finalizou.

Veja o momento em que André foi elogiado pelos chefs:

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo