Mostra Internacional de Cinema traz seleção robusta de títulos inéditos e premiados

Por Metro Jornal

Todo cinéfilo já sonhou em passar dias inteiros dentro das salas de projeção de grandes festivais, como os de Cannes, Veneza ou Berlim, mas o fato é que a Mostra Internacional de Cinema em São Paulo se consolidou como um completo apanhado de todos esses eventos.

Em sua 42ª edição, que abre nesta quinta-feira (18) e segue até o dia 31, o público vai precisar se desdobrar para escolher o que ver entre mais de 300 títulos distribuídos em 32 salas espalhadas pela cidade – boa parte deles oriunda da seleção de grandes festivais.

Leia mais:
O Primeiro Homem investe em retrato humano e menos heroico do astronauta Neil Armstrong
Grimm: série de fantasia vai ganhar spin-off com protagonista feminina

Cannes é o mais bem representado da lista. É dele que vem “Assunto de Família”, do japonês Hirokazu Kore-eda, homenageado nesta edição da Mostra com o prêmio Humanidade. Vencedor da Palma de Ouro, o longa retrata uma família de pequenos golpistas que acolhe uma criança encontrada nas ruas.

Outros aguardados longas do festival francês são “Imagem e Palavra”, de Godard (vencedor da Palma de Ouro Especial); “3 Faces”, de Jafar Panahi (vencedor do prêmio de melhor roteiro); e “Capernaum”, de Nadine Labaki (vencedor do Prêmio do Júri).

A seleção vinda do Festival de Veneza inclui o filme de encerramento da Mostra. Vencedor do evento italiano, “Roma” é inspirado nas memórias de infância do diretor, Alfonso Cuarón, na Cidade do México de 1970 e terá distribuição pela Netflix.

Também de Veneza vêm “A Favorita”, de Yorgos Lanthimos, “Vidas Duplas”, de Olivier Assayas, e “La Quietud”, de Pablo Trapero.

Há ainda representantes de Berlim, Sundance, Roterdã e Locarno, como “Infiltrado na Klan”, aguardada nova produção de Spike Lee, que retrata o périplo de um policial negro dentro da seita supremacista branca.

A seleção brasileira também está caprichada. Com o adiamento do Festival do Rio – que exigia ineditismo para sua Première Brasil –, a nova safra de filmes nacionais chega fresquinha às telas.

Entre os títulos mais aguardados, estão “Deslembro”, de Flávia Castro, exibido em Veneza, e “Rasga Coração”, adaptação de Jorge Furtado para a peça de Vianinha.

Evento ganha credencial por aplicativo
Quem costuma frequentar a Mostra por meio de credenciais sofria para trocar seus vouchers pelos ingressos dos filmes, algo que só podia ser feito na Central da Mostra, no Cojunto Nacional. Além dessa opção, o cinéfilo pode também cadastrar sua credencial no aplicativo do evento e reservar diretamente ali as sessões às quais pretende ir.

O sistema facilita ainda a organização da tabela de filmes a serem vistos.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo