Bruno Gagliasso diz que só se conscientizou sobre racismo após adotar Titi

Por Estadão Conteúdo

Bruno Gagliasso compartilhou nas redes sociais, nesta quinta-feira, 11, um momento fofo da filha Titi. A fotografia mostra a pequena deitada no chão com um trabalho de colagem feito em uma cartolina amarela.

"Fazendo arte…Será que vai ser artista plástica igual ao tio Gian Luca Ewbank?", escreveu na legenda da foto. Titi foi adotada por Bruno Gagliasso e a modelo Giovanna Ewbank há cinco anos.

A imagem gerou uma série de comentários de seguidores do ator no perfil oficial dele no Instagram. Uma internauta perguntou: "Bruno, você acha que a adoção da Titi fez você olhar para assuntos como racismo, homofobia, machismo, com outros olhos?'. Bruno respondeu sem titubear. "Sem dúvidas. Fico triste que tenha sido tão tarde e me culpo por isso. Vivendo e aprendendo sempre!", analisou.

Em julho deste ano, Bruno Gagliasso falou sobre tuítes preconceituosos e homofóbicos que publicou em 2009. "Respondo com minhas ações e atitudes por quem já fui em 2009", disse Bruno na ocasião. Antes das declarações, o ator havia pedido um boicote a Júlio Cocielo, após comentários preconceituosos feitos pelo youtuber.

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo