Quem é quem na família de Donald Trump, acusada de ocultar herança milionária

Jornal americano acusa presidente dos EUA e os irmãos de ajudarem o pai a sonegar milhões de dólares em impostos ao transferir parte de sua fortuna aos filhos. Trump nega, no entanto, as denúncias.

Por BBC Brasil

A família do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está mais uma vez sob os holofotes.

Mas, desta vez, o foco está em seus pais e irmãos, e não em seus filhos.

Uma reportagem do jornal americano The New York Times afirma ter encontrado evidências de que Fred Trump, magnata do setor imobiliário e pai do atual presidente dos EUA, sonegou milhões de dólares em impostos utilizando uma estratégia que envolvia transferir sua fortuna para os cinco filhos.

O artigo destaca que, por meio desses esquemas, o presidente recebeu o equivalente hoje a US$ 413 milhões do império do pai.

"Aos 3 anos, Trump ganhava US$ 200 mil por ano em valores de hoje. Aos 8 anos, ele já era milionário. Quando tinha 17 anos, seu pai deu a ele parte de um prédio com 52 apartamentos. Pouco depois que Trump se formou na universidade, recebeu o equivalente a US$ 1 milhão por ano do pai. A verba aumentou ao longo dos anos, para mais de US$ 5 milhões por ano aos 40 e 50 anos", diz trecho da reportagem do Times.

O jornal também acusa Donald Trump e os irmãos de "criarem uma empresa de fachada para esconder milhões de dólares em presentes dos pais".

Charles J. Harder, advogado de Trump, afirmou, no entanto, que as acusações são "100% falsas".

Mas o que sabemos sobre Fred, sua esposa Mary Anne e os quatro irmãos do presidente dos EUA?

103687292trumpanddad-0a42ca0995ca9d19616014412333cf8f.jpg

Fred Trump

Frederick Christ Trump nasceu em Nova York em 1905, filho de imigrantes alemães: Elizabeth Christ e Frederick Trump.

Fred, como era conhecido, seguiu os passos do pai, que investia no setor imobiliário, e abriu uma empresa quando ainda era menor de idade, inicialmente sob o nome da mãe.

Fez fortuna construindo moradias acessíveis para famílias de classe média ao longo da costa leste dos EUA durante e após a Segunda Guerra Mundial.

Muitos destes projetos foram subsidiados pelo governo, e ele se viu obrigado a comparecer perante o Senado americano, em 1954, após denúncias de que havia se beneficiado dos contratos.

Na década de 1970, ele foi acusado de discriminar minorias ao se recusar a alugar imóveis para negros ou latinos.

Um processo civil foi aberto contra ele, e Donald Trump fez uma feroz defesa do pai na mídia.

Fred Trump acabou chegando a um acordo com os autores da denúncia, mas jamais admitiu ter cometido qualquer infração.

John Trump

Vale a pena mencionar o irmão mais novo de Fred, John, mencionado muitas vezes pelo sobrinho famoso.

John Trump foi professor de engenharia no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, na sigla em inglês) por 44 anos.

Seu trabalho levou a avanços no tratamento contra o câncer e na pesquisa nuclear.

Mary Anne Trump

Mary Anne MacLeod tinha apenas 18 anos quando chegou a Nova York, após deixar sua casa na ilha escocesa de Lewis, em busca de trabalho doméstico.

Seis anos depois, ela se casou com Fred Trump e se mudou com ele para uma área nobre do Queens, onde se dedicou ativamente a obras de caridade e à criação de seus cinco filhos.

103687618maryannetrumpbarry-3fab651a2f9be15fc37b7bb73841fd37.jpg

Mary Anne se tornou cidadã americana em 1942.

Ela morreu aos 88 anos em 2000, pouco mais de um ano após a morte do marido, Fred.

Maryanne Trump Barry

O ex-presidente Ronald Reagan indicou Maryanne Trump Barry, filha mais velha de Fred, como juíza distrital de Nova Jersey em 1983.

Em 1999, Bill Clinton a nomeou juíza de apelação – cargo que ela ocupou até fevereiro de 2017, quando se aposentou, pouco depois de o irmão assumir a presidência.

Maryanne, hoje com 81 anos, é próxima do irmão Donald.

Certa vez, ela contou que ele a visitara todos os dias no hospital quando estava se recuperando de uma cirurgia.

"Uma vez teria sido suficiente, para cumprir seu dever. Mas é assim que se demonstra o amor, quando você faz um esforço extra", disse.

Ela também afirmou que "desde criança sabia que não deveria tentar competir com Donald".

Embora seja considerada republicana, Maryanne já se manifestou a favor do direito ao aborto e à imigração.

Ela teve um filho com o primeiro marido. Seu segundo marido, John Barry, também advogado, morreu em 2000.

Fred Trump Jr.

103687920fredtrumpmed-874ff8b5c7d2bd9fcc1190509b80c327.jpg

Fred Jr. é oito anos mais velho que o presidente dos EUA.

Os pais esperavam que ele se dedicasse aos negócios da família, mas após um período trabalhando com o pai, Fred Jr decidiu ser piloto de avião.

Casado e pai de dois filhos, Fred parecia estar bem. Mas ainda jovem ficou claro que tinha problemas com álcool, como afirma um artigo publicado no The New York Times em 2016.

"Os anos que se seguiram foram difíceis. Ele se divorciou, parou de voar porque sabia que o consumo de álcool representava um risco e fracassou no ramo de pesca comercial na Flórida. No fim dos anos 1970, ele morava na casa dos pais no bairro Jamaica Estates e trabalhava em uma das equipes de manutenção do pai", dizia o artigo.

Fred morreu em 1981, aos 43 anos.

O presidente Trump diz que a decadência do irmão o fez decidir não beber álcool, não usar drogas ou fumar cigarros.

"Isso teve um impacto profundo na minha vida, porque você nunca sabe onde vai acabar", afirmou Trump uma vez. "[Fred] era um cara ótimo, uma pessoa linda. Ele era a alma das festas. Era um cara fantástico, mas ficou preso ao álcool."

Elizabeth Trump Grau

103687622elizgrautrump-c1af3059b3cd232e48087030668f9019.jpg

Quatro anos mais velha que o presidente, Elizabeth leva uma vida mais reservada que os outros irmãos.

É uma banqueira aposentada, casada com o produtor de filmes James Grau.

Robert Trump

103687626robertrump-1b4e8c075b2246b5f1b30b0d66303db6.jpg

Robert nasceu dois anos depois de Donald – é o mais novo dos cinco irmãos.

Passou a maior parte da carreira trabalhando nos negócios da família e virou um alto executivo.

Mas nunca buscou os holofotes, sempre preferiu uma vida mais tranquila. Agora, está aposentado em Nova York.

Confrontado com as recentes denúncias do The New York Times, ele disse que a família "apresentou todas as declarações fiscais e de doações apropriadas e pagou os impostos exigidos".

©
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo