Filme que contesta morte de Van Gogh estreia no Festival de Veneza

Por Ansa

A 75ª edição do Festival de Cinema de Veneza exibiu nesta última segunda-feira (3) um novo filme sobre Vincent Van Gogh, o qual traz a hipótese de que o pintor holandês teria sido assassinado e não cometido suicídio.

Estrelado por Willem Dafoe e dirigido por Julian Schnabel, "At Eternity's Gate" defende que o gênio foi morto a tiros depois de uma luta com alguns jovens próximo a aldeia de Auvers-sur-Oise, perto de Paris. A história se passa nos anos 1890.

Leia mais:
Alfred Hitchcock ganha mostra com exibição de mais de 30 de filmes no MIS
MasterChef Profissionais: cozinheiros lidam com o maior desafio da história do programa

De acordo com o longa, Van Gogh faleceu cerca de 36 horas depois de ser baleado, após retornar para sua pousada. No entanto, diversos historiadores sempre defenderam que o artista se matou.

Durante coletiva antes da exibição do filme, Dafoe foi ovacionado. Segundo críticos, viver Van Gogh é uma das performances mais intensa da carreira do protagonista.

Com mais de 10% de público em relação ao ano passado, a Mostra Internacional de Veneza será encerrada no próximo sábado, dia 8 de setembro.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo