Super Mario Party volta às raízes da famosa série da Nintendo

Por Luccas Balacci

Em 1998, a Nintendo reinventou os jogos de tabuleiro com Mario Party, um videogame para Nintendo 64 que misturou o formato de mesa com pequenos jogos competitivos entre as rodadas. O sucesso rendeu à franquia outros nove volumes, lançados em todos os principais consoles da empresa desde então.

Os últimos dois títulos, porém, foram muito criticados pelos jogadores por mudarem a fórmula do jogo, tornando a experiência mais colaborativa e os chamados 'minigames' menos frequentes.

Com o lançamento do Nintendo Switch no ano passado, porém, a empresa japonesa busca reconquistar o público com lançamentos que remetem aos melhores títulos de sua história. Foi assim com os excelentes Super Mario Odyssey e The Legend of Zelda: Breath of the Wild, e será assim com outros dois grandes lançamentos do ano: Super Smash Bros. Ultimate e Pokémon: Let's Go.

Super Mario Party Divulgação/Nintendo

Ofuscado entre as duas franquias enormes está a décima primeira instalação de Mario Party: o Super Mario Party – primeiro nos consoles de mesa (ou híbrido, como o Switch) a abandonar a numeração em seu título. O jogo é um retorno à forma original da série, com os jogadores rodando dados e fazendo caminhos distintos em busca de estrelas (pontuação principal da partida).

No modo 'Party', os minigames também estão de volta no fim de cada rodada. O número de minigames não foi confirmado, mas se a megalomania do novo Super Smash Bros. for seguida, pode ser o maior título da história de Mario Party.

Ao invés de um bloco com possibilidade de mover-se de 1 a 10 espaços, o jogo terá um dado comum, de 1 a 6, e dados com números personalizados, tanto para cada personagem, quanto outros especiais. Assim, a escolha do personagem entra na estratégia para vencer o jogo.

E falando em personagens, outra grande novidade é a opção de jogar com vilões do universo de Mario. Antes antagonista do tabuleiro, agora Bowser pode ser selecionado, além de outros inimigos do encanador, como Goomba e Shy Guy.

Apesar do formato clássico, um modo colaborativo já foi anunciado. 'River Survivel' consiste nos personagens descerem o rio em um bote e ganharem tempo vencendo minigames unidos.

Uma reclamação dos fãs de Nintendo é que Super Mario Party só pode ser jogado com um dos joy-cons (controle do Switch), não sendo possível jogar com os dois pequenos controles juntos ou com a versão 'Pro Controller', similar aos modelos de videogames concorrentes, como o do Xbox One e o do PS4.

Super Mario Party será lançado exclusivamente para o Nintendo Switch no dia 5 de outubro. Nos Estados Unidos, o jogo custará US$ 60 (cerca de R$ 244). Como a Nintendo fechou as operações no Brasil, não há previsão de preço para o jogo por aqui, já que seu formato físico será importado.

Veja fotos do jogo:

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo