Caso James Gunn: Marvel tenta negociar com Disney volta do diretor ao estúdio

Por Estadão Conteúdo

A Marvel Studios está tentando convencer a Walt Disney Corporation a recontratar o diretor James Gunn, responsável pelos filmes Guardiões da Galáxia, que foi demitido do estúdio após tuítes ofensivos de dez anos atrás ressurgirem e causarem consternação nos fãs.

De acordo com o site "Deadline", executivos da Marvel estão negociando por baixo dos panos com a Disney para trazer Gunn de volta à direção de "Guardiões da Galáxia Vol. 3" após todo o elenco principal da produção assinar uma carta em apoio ao diretor.

Leia mais:
Chris Pratt e elenco de Guardiões da Galáxia pedem recontratação de James Gunn em carta
James Gunn é demitido de Guardiões da Galáxia Vol. 3 após tweets sobre estupro

O site afirma que essa é uma tentativa final de Kevin Feige, responsável pelos filmes do universo cinematográfico da Marvel, de tentar apaziguar a situação e achar uma solução que agrade a todos. O medo de Feige é que o novo filme dos Guardiões nunca seja produzido sem a presença de Gunn no set de filmagens.

"Nós apoiamos totalmente James Gunn. Ficamos todos chocados pela sua demissão abrupta na semana passada e intencionalmente esperamos dez dias para pensar, orar, ouvir e discutir o assunto Nesse ínterim ficamos encorajados com o apoio de fãs e membros da mídia que querem ver James de volta como diretor do Volume 3 e também desencorajados por ver aqueles que foram tão facilmente enganados pelas absurdas teorias conspiratórias o envolvendo", escreveram os atores na carta divulgada nas redes sociais no fim de julho.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo