Alemanha autoriza símbolos nazistas em videogames

Por ANSA

A autoridade de regulamentação alemã de videogames (USK) anunciou nesta quinta-feira (9) que os jogos comercializados na Alemanha poderão acrescentar referências e símbolos nazistas em suas produções, desde que não seja propaganda.

A proibição de símbolos extremistas ainda está em vigor, mas o órgão USK disse que as regras agora serão aplicadas aos videogames da mesma maneira que são usadas para filmes. Caso a caso, um jogo poderá passar pelo procedimento de classificação se um uso artístico for justificado.

Leia mais:
Caso James Gunn: Marvel tenta negociar com Disney volta do diretor ao estúdio
Demi Lovato deixa clínica de reabilitação por alguns dias

"A adequação social significa que os símbolos de organizações anticonstitucionais podem ser utilizados em um título, com a condição de que isto sirva à arte ou à ciência, à representação da atualidade ou à história", disse a USK em comunicado.

A medida de proibir suásticas remonta aos anos 1990. Desta forma, todos os videogames precisavam respeitar um artigo do Código Penal do país que determina a proibição de símbolos que fazem referência ao nazismo. "A proibição do parágrafo 86 do Código Penal não muda nada. No entanto, a partir de agora poderá haver exceções", acrescentou a autoridade.

No ano passado, o assunto foi repercutido após no jogo "Wolfenstein II" um personagem ter que assassinar nazistas.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo