Na volta aos palcos com Simone após tuberculose, Simaria terá agenda reduzida: 'Cheguei a pesar 42kg'

Por Aline Küller/Portal da Band

O estresse, a má alimentação e a agenda corrida cobraram o preço de Simaria. A cantora foi diagnosticada com tuberculose ganglionar – doença que compromete o sistema linfático – e teve que se afastar dos palcos para cuidar da saúde. Agora, após quase quatro meses, ela está liberada para retomar a parceria com a irmã Simone. O primeiro show delas juntas acontece nesta quinta-feira, 9, no Espaço das Américas.

“Eu cheguei a 42 kg, nunca pesei isso. O meu normal é 49/50kg. Eu ainda não voltei ao meu peso, engordei só 2,4 kg. Agora eu tenho que comer de 3h em 3h e descansar, além de beber mais água”, revelou Simaria em encontro com a imprensa em São Paulo na tarde desta terça-feira.

“Estou tão ansiosa, estou até nervosa, faz quatro meses [que não subo ao palco]. Voltar para mim é um mix de alegria, ansiedade e uma série de coisas. Posso dizer que vai ser muito especial”, afirmou.

A cantora revelou que um encontro com fãs pouco tempo antes da internação ligou o alerta que ela realmente precisava de ajuda. “Um dia que foi quase minha gota d' água, eu levantei a camisa e vi que estava muito magra. Eu mesma olhei e falei: 'Caramba, não to bem'. Aí, quando eu fui atender essas fãs, as meninas aqui de São Paulo que são umas fofas, elas olharam para mim e falaram: ‘Simaria, vai se cuidar, você está tão magra. A gente está te pedindo pelo amor de Deus’. Você imagina quando uma fã chega num nível desse de olhar para você e falar isso. Fã sempre acha você lindo, você pode estar esculhambado, acordando, feio, virado no giraia que o fã diz que você está lindo. E elas olharem para mim e falarem que eu estava acabada…”, relembrou.

O susto fez com que as irmãs tomassem a decisão de desacelerar. “Só vamos fazer três shows por fim de semana (sexta, sábado e domingo)”, comunicou Simone. “O público quer música de qualidade, quer a nossa alegria. Nós vamos continuar entregando o que os nossos fãs gostam”, completou Simaria.

A mais velha das Coleguinhas contou que a tuberculose não foi o seu único problema. “Também tive H. Pylori, anemia, joelhos machucados por causa do salto, tive que fazer fisioterapia e estou fazendo fortalecimento na academia, os dentes. Me pegou tudo, de tudo que foi jeito. Eram lentes antigas que tinha feito com a pessoa errada e se você me olhar sem dentes, você corre [risos]. Tô parecendo um vampiro”, contou sem perder o bom humor.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo