Jornal levanta provas de que o pai de Meghan Markle inventou cirurgia para faltar ao casamento

Por Metro Jornal

Como um dos clãs mais observados do mundo, a família real britânica já se basta quando se fala em drama, mas, com a chegada de Meghan Markle, os acontecimentos dignos de cinema cresceram. O novo capítulo diz respeito à suposta cirurgia cardíaca que teria impedido que Thomas Markle, pai da Duquesa de Essex, comparecesse ao casamento, em maio.

De acordo com reportagem do jornal Daily Mail, Thomas teria fingido estar doente e não passou por procedimento algum. Uma fonte afirmou ao jornal que "a história toda sobre o pai de Meghan passar por uma cirurgia no coração foi inventada. Ele tinha que aparecer com uma razão muito boa para não ir ao casamento e evitar qualquer embaraço depois que aquelas fotos encenadas vieram à público".

Pouco antes da cerimônia, Thomas teria forjado fotos de paparazzo em que tirava medidas, supostamente para o terno que usaria no casamento da filha. Depois, admitiu que as fotos tinham sido combinadas com o fotógrafo Jeff Rayner. A fonte afirmou que Thomas inventou a doença cardíaca para conquistar a opinião pública, que se revoltou com a manobra da família Markle para chamar a atenção.

O Daily Mail entrou em contato com o hospital no qual ele afirmou ter sido internado depois que Thomas foi flagrado comendo fast food dois dias depois da suposta cirurgia, que teria sido feita em 16 de maio. O Sharp Chula Vista Medical Center afirmou que ninguém com esse nome foi internado no local.

Na época do casamento, Meghan divulgou um comunicado lamentando a ausência do pai. Além da confusão com Thomas, sua irmã, Samantha Markle, também costuma atacá-la publicamente.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo