Bruno Gagliasso é retirado de campanha contra homofobia por conta de posts antigos

Por Metro Jornal

Bruno Gagliasso foi retirado de uma campanha contra a homofobia criada pela Prefeitura do Rio de Janeiro após posts antigos em que fala sobre lésbicas, gays e mulheres vieram à tona.

Segundo o portal UOL, o ator era o rosto de uma publicidade da administração pública carioca em que se lia "homofobia é uma violência de ódio".

 

Bruno Gagliasso campanha Reprodução

 

O banco Itaú, para quem o ator já havia protagonizado propaganda, também se manifestou, frisando que Gagliasso não está em nenhuma de suas campanhas publicitárias hoje no ar e que "repudia toda e qualquer foram de discriminação e preconceito. Esperamos que o respeito à diversidade sempre prevaleça".

Bruno endossou boicote ao youtuber Júlio Cocielo, que fez piada racista com o jogador francês Mbappé e teve tuítes antigos em que demonstrava o mesmo pensamento 'desenterrados'. O Itaú foi uma das contas que Cocielo perdeu e vinha sendo pressionada para se posicionar diante do caso de Bruno.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo