No álbum Brasileiro, Silva faz elogio à MPB

Por Metro Brasília
Silva

A imagem de capa do recém-lançado disco “Brasileiro” é muito representativa do momento atual da carreira do cantor Silva. Nela um desenho mostra o cantor, que foi a “Júpiter” (2015) e voltou, olhando-se em um espelho. É no Brasil, em casa, que o cantor finalmente se encontra.

Após lançar um álbum de covers de Marisa Monte em 2016, o cantor parece ter encontrado nele mesmo a semente da MPB. Deixando a repetição de velhas faixas de lado, o cantor ainda segue inspirado pela tradição praiana e sincopada do cancioneiro nacional e lança uma coletânea de 13 faixas refinadas, mas fáceis.

Leia mais:
Creed II: primeiro cartaz do filme mostra Adonis preparado para luta; confira
The Walking Dead: Jon Bernthal, o Shane, vai voltar para mais um episódio da série

Chama a atenção, também, a investida pop do músico, que lançou como single um dueto romântico e relaxado com Anitta – a faixa “Fica Tudo Bem” –, que desponta como uma das melhores do álbum, ao lado de “Caju” e “A Cor É Rosa”. A melhor de todas e mais representativa é o samba “Brasil, Brasil”.

Um dos nomes mais populares da nova geração, tenta romper a realidade que esmaga novos cantores da MPB, por mais talentosos que sejam: a dificuldade para encontrar espaço em rádios. Silva pode até não aparecer quando você estiver mexendo no dial, mas serão as rádios que sairão perdendo.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo